Dar não é fazer AMOR

Oi Apaixonada!

Hoje estou um tanto romântica e com a libido a todo vapor ahaha estou lendo a trilogia da Série Crossfire da autora Sylvia Day – semelhante a trilogia à La Christian Gray (que sou fã de cartirinha rsrs) chamada 50 Tons de Cinza – mas ainda estou no segundo volume e assim que eu terminar farei resenha de toda a série no Meus Momentos (já tem uma breve resenha do volume I Toda Sua) e sem querer fazer apologia das referidas obras mas já as usando como inspiração, compartilho com vocês um texto que eu acho liindo de viver, é a crônica do Veríssimo sobre AMOR e SEXO, para mim os dois – Amor e Sexo – são extremamente RECOMENDÁVEIS para a boa saúde da mente e do corpo ahaha =)

Dar é dar.
 
Fazer amor é lindo, é sublime, é encantador, é esplêndido.
 
Mas dar é bom pra cacete.
 
Dar é aquela coisa que alguém te puxa os cabelos da nuca…
 
Te chama de nomes que eu não escreveria…
 
Não te vira com delicadeza…
 
Não sente vergonha de ritmos animais.
 
Dar é bom.
 
Melhor do que dar, só dar por dar.
 
Dar sem querer casar….
 
Sem querer apresentar pra mãe…
 
Sem querer dar o primeiro abraço no Ano Novo.
 
Dar porque o cara te esquenta a coluna vertebral…
 
Te amolece o gingado…
 
Te molha o instinto.
 
Dar porque a vida é estressante e dar relaxa.
 
Dar porque se você não der para ele hoje, vai dar amanhã, ou depois de amanhã.
 
Tem pessoas que você vai acabar dando, não tem jeito.
 
Dar sem esperar ouvir promessas, sem esperar ouvir carinhos, sem esperar ouvir futuro.
 
Dar é bom, na hora.
 
Durante um mês.
 
Para os mais desavisados, talvez anos.
 
Mas dar é dar demais e ficar vazio.
 
Dar é não ganhar.
 
É não ganhar um eu te amo baixinho perdido no meio do escuro.
 
É não ganhar uma mão no ombro quando o caos da cidade parece querer te abduzir.
 
É não ter alguém pra querer casar, para apresentar pra mãe, pra dar o primeiro abraço de Ano Novo e para falar: “Que que cê acha amor?”.
 
É não ter companhia garantida para viajar.
 
É não ter para quem ligar quando recebe uma boa notícia.
 
Dar é não querer dormir encaixadinho…
 
É não ter alguém para ouvir seus dengos…
 
Mas dar é inevitável, dê mesmo, dê sempre, dê muito.
 
Mas dê mais ainda, muito mais do que qualquer coisa, uma chance ao amor.
 
Esse sim é o maior tesão.
 
Esse sim relaxa, cura o mau humor, ameniza todas as crises e faz você flutuar…
love

Experimente ser amado… 

Texto de Luiz Fernando Veríssimo.

 

É isso aê! Sexo com AMOR é muuito melhor… levei um bom tempo para casar, ou melhor, casei quando realmente era a hora certa e confesso sem melindres que amo ser casada, é ótimo ter um marido que é amigo, amante, companheiro e parceiro, mas se você ainda não encontrou a sua metade da laranja, não fica na neura, como diz o ditado: “Se não encontrou ainda a pessoa certa, vá se divertindo com as erradas” (acho que é mais ou menos assim rsrs) de toda maneira, como dizia a minha vó, toda tampa tem a sua panela, mesmo que seja uma frigideira, é só dar uma chance ao amor e perceber que ninguém nesse mundo é perfeito, nem nós mesmas.

ameame

Um beijão para você e um desejo sincero de que o amor esteja sempre em tua vida.

refernandes

 

Blog http://www.natimusbeauty.blogspot.com.br
Loja virtual http://www.natimusbeauty.com.br
Facebook http://www.facebook.com/renatimus
Colaboradora em http://www.apaixonadaporpijama.wordpress.com

Cuide bem dos seus pés

Olá Apaixonada!!

Como você está?

Eu estou ótima. Já estava com saudades de você e desse espaço apaixonante =)

Andei com muito trabalho nos últimos dias (graças à Deus =D) e com isso fiquei com tempo curto pra blogar, mas amo a blogosfera e tô aqui e por aí, sempre conectada nesse mundão virtual. Para quem me segue nas redes sociais (Facebook, Blog da Natimus Beauty, Instagram, Pinterest TumblrTwitter) já deve ter percebido os novos fornecedores de cosméticos que a Natimus Beauty está trabalhando e as imagens bafônicas de makes/tutoriais no Pinterest, além dos sorteios.

Bom, mas isso tudo deixo pra falar lá no Blog da Natimus Beauty, aqui minha paixão é outra; e hoje vou compartilhar com vocês algumas dicas para os nossos queridos pisantes, afinal, a mulher chique top elegante que você é, deve usar muito salto alto ou se for como eu que anda muito durante o dia, passa quase o dia todo numa sapatilha fofa ou botinha cano curto ou peep-toe com salto médio pra aguentar o baque ahaha de toda maneira, seja qual for a sua paixão por sapatos, os pezinhos merecem cuidados especiais.

pes-0

 

Cuidar dos pés é uma necessidade básica sabia? Pois eles são os responsáveis pela nossa mobilidade, aguentam nosso peso e ainda permanecem presos ao chão quase o tempo todo e por isso, cuidar dos pés deve-se estar em nossas prioridades com os cuidados com a beleza, mesmo não sendo uma beleza externa e direta como o rosto, são os pés que articulam todos os nossos movimentos e é base do nosso corpo ereto.

Em nossa sociedade, temos uma especialidade médica chamada de podologia, que “é a disciplina que se dedica ao estudo dos pés do ponto de vista da sua anatomia e patologia”.

De acordo com a enciclopédia livre Wikipédia “O termo Podologia origina-se do grego arcaico tendo por prefixo Podos = Pé, Pés e sufixo Logos = tratado, estudo, conhecimento. Formando então Podologia: nome da ciência que trata do estudo dos pés”.

Esclarecimentos científicos dados, vale ressaltar que a Podologia é essencial em nossas vidas, principalmente com a correria diária da vida moderna, nossos pés ficam o dia inteiro dentro de um sapato, muitas vezes com meias e usualmente em sapatos apertados, dessa maneira a transpiração fica acentuada e o coitado do nosso pezinho só tem ‘folga’ desse aperto quando se retira os sapatos ou na hora do banho, do descanso. Com isso os dois maiores problemas gerados em nossos ‘pisantes’ são as micoses e os fungos…éca!!

Veja quatro dicas fáceis de fazer para prevenir o aparecimento e evitar a proliferação das micoses e fungos por causa da falta de transpiração:

1- Em seu momento de descanso, retire os sapatos um pouquinho, nem que seja por 10 minutos (se puder, também retire as meias), seus pés agradecem!

pes-6pes-7

2- Por uma ou duas vezes por semana, quando chegar a sua casa depois de um dia exaustivo, dedique um tempo à lavagem dos seus pés, mergulhe-os em uma bacia com água morna e sal grosso, deixe descansar por 5 minutos e depois os lave com água e um sabonete neutro, não se esqueça de secar muito bem entre os dedinhos para evitar o aparecimento de frieiras e micoses. Depois passe um creme próprio para pés, isso ajuda a manter a pele macia, hidratada e a não ficar com aquela aparência rugosa.

pes-2pes-3

 

 

 

 

 

 

3- Manter as unhas cortadas e limpas também promove a boa saúde dos pés e mantê-las retas e não arredondadas evitam que encravem.

pes-4 pes-5

4- Outra ação bacana é você alternar o sapato diariamente, deixar o calçado usado no dia anterior em local seco e arejado para que o ar penetre e o sapato não acumule umidade. Se tiver sapatos que tendem a ficar com cheiros devido ao próprio material, utilize um talco ou spray para neutralizar odores e deixe arejar durante a noite.

pes-8 pes-9

 

E como sugestão de produtinhos maraavis, selecionei estes abaixos para você possa se inspirar e usar e ficar com os pés sempre saudáveis. Porque os pés precisam sim de cuidados especiais!

Massage pes

Natura-Ekos-PES

Natura EKOS e Tododia

avon foot works2

Avon Foot Works

NativaSPA-PES

O Boticário Nativa SPA

SOUL-PES

Eudora Soul e Aflorá

 

E aê o que você achou, gostou dessas dicas?

Como você cuida dos seus pés?

Tem alguma outra dica que gostaria de compartilhar comigo?

 

Um beijo e ótimo final de semana para você.

refernandes

Blog http://www.natimusbeauty.blogspot.com.br
Loja virtual http://www.natimusbeauty.com.br
Facebook http://www.facebook.com/renatimus
Colaboradora em http://www.apaixonadaporpijama.wordpress.com

Sexta-Feira Santa

Olá Apaixonada! 

Hoje é sexta-feira da paixão, ou comumente conhecida, sexta-feira santa. E como tal, neste post compartilharei algumas curiosidades sobre essa data tão importante da nossa era.

Imagem

O conceito da Sexta-Feira Santa

Sexta-Feira Santa, ou ‘Sexta-Feira da Paixão’, é a Sexta-Feira antes do Domingo de Páscoa. É a data em que os cristãos lembram o julgamento, paixão, crucificação, morte e sepultura de Jesus Cristo, através de diversos ritos religiosos.

Segundo a tradição crImagemistã, a ressurreição de Cristo aconteceu no domingo seguinte ao dia 14 de Nisã, no calendário hebraico. A mesma tradição refere ser esse o terceiro dia desde a morte. Assim, contando a partir do domingo, e sabendo que o costume judaico, tal como o romano, contava o primeiro e o último dia, chega-se à sexta-feira como dia da morte de Cristo.

A Sexta-feira Santa é um feriado móvel que serve de referência para outras datas. É calculado como sendo a primeira Sexta-feira após a primeira lua cheia após o equinócio de outono no hemisfério sul ou o equinócio de primavera no hemisfério norte, podendo ocorrer entre 20 de março e 23 de abril.

A data da Sexta-Feira Santa

Num calendário em que varia cada ano para buscar a coincidência da Semana Santa com a primeira lua cheia posterior ao equinócio de outono, as datas mais próximas da Sexta-Feira Santa são as seguintes:

Ano

Data

2010

2 de abril

2011

22 de abril

2012

6 de abril

2013

29 de março

2014

18 de abril

2015

3 de abril

2016

25 de março

2017

14 de abril

2018

30 de março

2019

19 de abril

2020

10 de abril

Igreja Católica

Na Igreja Católica, este dia pertence ao Tríduo pascal, o mais importante período do ano litúrgico. A Igreja celebra e contempla a paixão e morte de Cristo, pelo que é o único dia em que não se celebra, em absoluto, a Eucaristia.

Imagem

Senhor Morto, escultura barroca do século XVIII, Matriz de Pirenópolis

Por ser um dia em que se contempla de modo especial Cristo crucificado, as regras litúrgicas prescrevem que neste dia e no seguinte (Sábado Santo) se venere o crucifixo com o gesto da genuflexão, ou seja, de joelhos.

Cristãos celebram sexta-feira Santa em Jerusalém

Os cristãos árabes de Jerusalém e peregrinos de todo o mundo percorreram nesta sexta-feira a Via Crúcis, na qual se acredita que Jesus caminhou antes de ser crucificado. Milhares de fiéis, com cruzes de madeira, caminharam pela cidade antiga até a igreja do Santo Sepulcro, onde se acredita que Jesus Cristo foi crucificado e enterrado antes de ressuscitar três dias depois.

Imagem

Papa Francisco deita durante oração da Sexta-feira Santa, na Basílica de São Pedro no Vaticano – Stefano Rellandini/Reuters

Jerusalém também recebe nesta sexta-feira fiéis judeus, que celebram a semana de Pesach, a Páscoa judaica, na qual recordam o êxodo do povo hebreu bíblico depois de escapar do cativeiro no Egito. 

Curiosidades

Para muitas pessoas a sexta-feira santa é considerada um dia sagrado, tanto que muitas atividades diárias como tomar banho e limpar a casa não podem ser realizadas neste dia. Um costume popular que ainda é mantido pela aposentada Maria de Lurdes de Sousa, 83 anos, moradora da região Norte Teresina. Ao G1, ela contou que a tradição vai além porque também não pega em dinheiro.

“Minha avó tinha este costume de não limpar a casa, não tomar banho e fazer jejum. Ela passou estes gestos para minha mãe que ensinou seus filhos e eu mantenho até hoje. Eu lavo as mãos e também por trás do pescoço, mas não pego em dinheiro neste dia. O que tiver que comprar, adquiro até a quinta-feira. Também não fico com três moedas de pratas em minhas mãos, pois foi por três moedas de pratas que Judas trocou Jesus”, disse a idosa.

A aposentada lamentou o fato de não ter condições físicas para continuar fazendo o jejum. Segundo ela, o ato de deixar de comer deve ser feito por duas pessoas porque assim cada uma passa a ser a testemunha do sacrifício da outra.

Imagem

Idosas rezam todos os dias durante a Quaresma em Teresina (Foto: Gilcilene Araújo/G1)

“É um costume católico no sentido de reverenciar a memória de Cristo, de não esquecer o sacrifício vivo dele, que derramou seu sangue por todos nós na cruz para nos salvar dos nossos pecados, mas infelizmente por conta da idade e porque as pessoas não querem mais jejuar, eu tive que deixar de fazer o ato”, disse a idosa.

Segundo o padre Nilton Pereira, não há nenhuma recomendação por parte da Igreja Católica para o fato dos fieis deixarem de tomar banho, limpar a casa e não pegar em dinheiro. “Nesta época, a espiritualidade é muito forte e neste período as pessoas associam o dinheiro ao fato de Judas ter vendido Jesus. As pessoas têm este costume de não pegar em dinheiro, mas não é bíblico“, disse o pároco.

Sobre o jejum, o religioso afirmou que atualmente a Igreja Católica não usa as palavras obrigação e proibição. Ela apenas aconselha a abstinência de carne vermelha como gesto de conversão.

O jejum foi uma orientação da Igreja porque está entre os seus mandamentos. É uma tradição que surgiu na idade antiga e se consolidou na Idade Média, época em que pessoas humildes raramente provavam carne. Na época, o povo vivia em terras alheias e a carne vermelha era consumida só nas cortes e nas residências dos nobres”, explicou. 

Fonte: Wikipédia; Revista Veja; G1.

 

Então, pra não perder o costume, mais um texto para reflexão, quem já leu, recomendo reler porque é muito edificante. 

Onde Deus quer que eu esteja…

Na próxima vez em que parecer que “se levantou com o pé esquerdo”, seus filhos demorando para se vestir, não lembrar onde deixou as chaves do carro, pegar todos os semáforos fechados no caminho do trabalho, não fique triste… não se irrite … não se sinta frustrado … louve a Deus … e agradeça, porque Ele está cuidando de você.

Logo após o 11 de setembro eu conversava com alguém que é chefe de segurança de uma empresa que tinha convidado os sobreviventes das empresas que foram dizimadas pelo ataque ao Twin Towers para compartilharem os escritórios.

Com sua voz respeitosa ele me contou histórias destes sobreviventes e todas continham pequenos detalhes.

Como você deve saber, o chefe de uma empresa chegou tarde, simplesmente, porque aquele dia era o primeiro em que seu filho foi ao jardim da infância. Um outro estava vivo porque era seu dia de trazer rosquinhas. Uma mulher atrasou-se porque o despertador não funcionou. Outra porque ficou presa num congestionamento causado por um acidente. Um outro havia perdido o ônibus. Uma mulher teve que trocar de roupa porque derramou café em eu vestido. Um outro teve dificuldade em fazer pegar o motor do carro. Alguém teve que atender a uma ligação. O filho de outro demorou-se para sair da cama. Alguém não encontrava um táxi. Muitas outras histórias … pequenos detalhes … contratempos … talvez, algum dia, sejam escritas num livro. Aquele homem com quem eu conversava, estava vivo porque tinha calçado sapatos novos que lhe causaram uma bolha no pé e teve que parar numa farmácia para comprar atadura.

Hoje, quando pego um congestionamento de trânsito, perco um elevador, atendo uma ligação no momento de uma saída … pequenas coisas que me aborreciam, penso comigo… estou exatamente onde Deus quer que eu esteja neste momento. Que Deus continue a abençoar você com todos estes pequenos aborrecimentos e que o faça lembrar de seus propósitos.

Que Deus te abençoe!

 

 “Deus não escolhe os capacitados. Ele capacita os escolhidos.”

 

Um beijo e muita paz, amor e sucesso!!!

Imagem

 

Ideal de Vida

Oi Apaixonada!

Qual é o seu ideal de vida? E qual é o seu sonho?

Hoje já começo com questionamentos… estou em um momento bastante reflexivo na vida, alias, sempre estou nesse momento ahaha refletir faz parte da minha vida, me obrigo a fazer disso um hábito, até mesmo um ideal.

Qual é a importância de ter um ideal na vida? Se você não tiver um, nem um guindaste tira você de manhã da cama – sem contar o tipo de pessoa mal-amada e chata em que vai se transformar no transcorrer da vida.

As pessoas sempre têm um ideal na vida, mas nem todas o realizam. É porque, lamentavelmente, para algumas, basta topar com uma dificuldade para logo entregar os pontos. O pior é não perceber que, agindo assim, tudo de fato fica mais moroso. É preciso persistir, ser teimosa mesmo, para nos aproximarmos cada vez mais dos nossos sonhos.

Na labuta diária, a maioria das pessoas acaba envolvendo-se de tal modo pela luta da sobrevivência que quase esquece o seu grande sonho.

ideal de vida

E a felicidade? A pessoa que acha que a felicidade só chegará quando o ideal for alcançado está se iludindo e isso é o que acontece com 90% das pessoas.

A felicidade existe, sim, mas alcançá-la requer esforço, luta e dedicação. É pura ilusão pensar que dar dois passos já é o suficiente para encontrá-la. Muitas vezes, é preciso percorrer longas distâncias e ultrapassar vários obstáculos até tocá-la. Durante a jornada, colheremos flores, mas também dissabores. Mesmo assim, vale a pena insistir. 

Infelizmente tem muita gente que diz “- ah, eu só serei feliz quando tiver um apartamento de cobertura ou quando tiver um carro importado … e por aí afora…“. Vincular uma coisa à outra acaba levando ao fracasso.

bussola

Experimentar o fracasso em alguns momentos pode significar uma maneira de descobrirmos o caminho por onde não é bom seguir. E, assim, nos é dada à chance de continuarmos, seguindo por outras rotas, porém, com o mesmo propósito: alcançar o que idealizamos. 
1-Arriscar

Então, não sinta medo de nada, e muito menos perca suas esperanças.

Vá em frente, não fraqueje. Jamais abandone seus sonhos. Escolha sempre ir além, muito além, de onde você está.

 
Tenha uma ótima vida!!

barra137

refernandes

 

 

Sou a Rê, colaboradora do Apaixonada Por Pijama, proprietária da loja virtual Natimus Beauty e do BLOG Natimus Beauty, para você que chegou agora e ainda não me conhece, clique AQUI e saiba um pouquinho mais sobre mim.

“Eu quero amar, amar perdidamente!”

“Eu quero amar, amar perdidamente!

Amar só por amar: Aqui … além…
Mais Este e Aquele, o Outro e toda a gente …
Amar! Amar! E não amar ninguém!
[…]
Quem disser que se pode amar alguém
Durante a vida inteira é porque mente!”

Oi Apaixonada!

Já começo esse post com um poema mega romântico, pois estou particularmente romântica hoje…não que eu não seja, mas conversei com duas amigas ontem e praticamente as duas estão infelizes no amor, me senti muito triste por elas porque desejo de coração que todas as pessoas encontrem o seu parceiro, um companheiro para amar e dividir a vida, e aí comecei a divagar sobre como nós mulheres ainda almejamos o amor perfeito, o homem ideal e não nos damos conta de que não há perfeição a não ser a de Deus e que assim como nós, os homens também tem defeitos e desejos e sofrem muito também. A diferença básica é que as mulheres por terem mais facilidade na linguagem se sentem mais à vontade em trocar ideias com outras amigas e isso faz com que às vezes pareça que só as mulheres sofrem do desamor.

E pensando nisso, me lembrei dessa escritora incrível que rompeu tabus em sua época simplesmente por ser mulher e falar coisas do coração, do desejo, do amor.

Este post é uma homenagem a escritora Florbela Espanca, uma mulher que teve sua genialidade e coragem em desbravar seus medos e expor todos os sentimentos e seus anseios perante uma sociedade altamente machista e conservadora.

 

Imagem

Florbela Espanca

QUANDO TUDO ACONTECEU…

Florbela Espanca, batizada como Flor Bela de Alma da Conceição Espanca, foi uma poetisa portuguesa. A sua vida, de apenas trinta e seis anos, foi plena, embora tumultuosa, inquieta e cheia de sofrimentos íntimos que a autora soube transformar em poesia da mais alta qualidade, carregada de erotização,feminilidade e panteísmo.

– 1894: A 8 de Dezembro, nasce Florbela Espanca em Vila Viçosa.

– 1915: Casa com Alberto Moutinho.

– 1919: Entra na Faculdade de Direito, em Lisboa.

– 1919: Primeira obra, Livro de Mágoas.

– 1923: Publica o Livro de Soror Saudade.

– 1927: A 6 de Junho, morre Apeles, irmão da escritora, causando-lhe desgosto profundo.

– 1930: Em Matosinhos, Florbela põe fim à vida.

– 1931: Edição póstuma de Charneca em Flor, Reliquiae e Juvenilia e ainda das colectâneas de contos Dominó Negro e Máscara do Destino. Reedições dos dois primeiros livros editados. Verdadeiro começo da sua visibilidade generalizada.

AS FACES DUMA PERSONALIDADE
Inquietações de Florbela: alma, amor, saudade, beijos, versos…

[…]Como dizem vários estudiosos da sua pessoa e obra, Florbela surge desligada de preocupações de conteúdo humanista ou social. Inserida no seu mundo pequeno burguês, como evidencia nos vários retratos que de si faz ao longo dos seus escritos.

Não manifesta interesse pela política ou pelos problemas sociais. Diz-se conservadora.[…]

[…] Ninguém é definível numa só dimensão, num só conjunto de qualidades. Todo o ser é uma intersecção de adjectivações diferentes e até opostas, ensina-me, desde a juventude, o meu amigo Diogo de Sousa, que cursava Filosofia.

No caso da poetisa tem a particularidade de ser ela própria a evidenciá-lo, permanentemente e sem constrangimentos. Parafraseando António José Saraiva e Oscar Lopes na História da Literatura Portuguesa: estimula e antecede o “movimento de emancipação literária da mulher” que romperá “a frustração não só feminina como masculina, das nossas opressivas tradições patriarcais….”

Na sua escrita é notável, como dizem os mesmos mestres, “a intensidade de um transcendido erotismo feminino“. Tabu até então, e ainda para além do seu tempo, em dizeres e escreveres femininos.
[…]

[…] A sua única preocupação é ela própria, o amor, a paixão… o querer e o não querer. A par duma vida pouco comum para os cânones vigentes – dois divórcios e três casamentos em cerca de quinze anos – essa relação mulher-paixão e a exaltação ao exprimir-se sobre si própria, podem ter contribuído para os conceitos aludidos.[…]”

(Trechos extraídos do site Vidas Lusófonas: Florbela_espanca)

É isso aê, ela foi a precursora das nossas lamúrias românticas e dos nossos desejos explícitos sobre o amor, sobre as inquietações femininas. 

Imagem

Fonte da imagem: http://www.casadart.com

Quero Alguém Assim
Quero um amor, que me faça sair de mim
Que me sinta, mesmo quando estiver distante
Que me queira em cada outra que vir
Que me ame como uma mulher,
Mas, me trate como uma menina.

Que seja meu homem, forte e seguro,
Que saiba o que faz e o que quer
Mas, com o coração e alegria de menino.

Que tenha cabelos brancos, assim como os meus
Mas, que ao olhar-se no espelho
Se veja como eu: jovem e radiante
Com ar moleque, como o menino que conheço,
que mora aqui,
Na rua do meu coração!
By Rosi Beltrão
Imagem

“O MEDO DE SOFRER É PIOR DO QUE O PRÓPRIO SOFRIMENTO. E NENHUM CORAÇÃO JAMAIS SOFREU QUANDO FOI EM BUSCA DE SEUS SONHOS.”
(Paulo Coelho)

Obrigada a todos que visitam este espaço e prometo retribuir os ‘coments’ para aqueles que deixarem registrado o endereço do blog.

Muita paz, amor, fé, harmonia, consciência, saúde e uma ótima semana.

Beijocas e sucesso!!

Imagem

 

 

Sou a Rê, colaboradora do Apaixonada Por Pijama, proprietária da loja virtual Natimus Beauty e do BLOG Natimus Beauty, para você que chegou agora e ainda não me conhece, clique AQUI e saiba um pouquinho mais sobre mim.

Imagem

Merda

Oi Apaixonada!

Ebaa! Hoje é sexta-feiraa =D e adóóroo… acho que você também né!?

Como a chegada do final de semana é gostosa!!

E com ela, a sensação desses dias tão deliciosos nos remete a descanso e liberdade, porque afinal de contas, durante a semana todos temos muitas obrigações, horários, compromissos, estresse com tudo, trânsito, impostos, metas a cumprir e etc etc. Então quando chega o fim de semana a gente quer é se divertir, dar risada de qualquer coisa, relaxar, dormir, passear… na verdade a gente só quer um pouco de sossego não é mesmo!?

E nessa toada, fuçando em meus arquivos da época do curso de Letras, encontrei umas pesquisas de neologismos sobre o termo PALAVRÃO – um termo muito usado não só no Brasil, mas como no mundo todo – e eu que tenho uma boca bem sujinha ahaha aproveito os dias mais tranquilos para soltar o verbo, sempre com muita descontração, é claro! Por isso, divido com vocês uma parte muito interessante e divertida dessas pesquisas, sobre o vocábulo MERDA (muito utilizado até nos filmes hehee). Espero que você curta e se divirta lendo essas curiosidades.

Imagem

Conrado – personagem da animação “Fudêncio e Seus Amigos” do canal MTV.

A palavra MERDA pode mesmo ser considerada um curinga da língua portuguesa. Veja alguns exemplos:

  • Como indicação geográfica 1: Onde fica essa merda?
  • Como indicação geográfica 2: Vá a merda!
  • Como indicação geográfica 3: 18:00h : vou embora dessa merda.
  • Como substantivo qualificativo: Você é um merda!
Fonte: loucurasedevaneios.com.br

Fonte: loucurasedevaneios.com.br

  • Como auxiliar quantitativo: Trabalho pra caramba e não ganho merda nenhuma!
  • Como indicador de especialização profissional: Ele só faz merda.
  • Como indicativo de MBA: Ele faz MUITA merda.
  • Como sinônimo de covarde: Seu MERDA!
  • Como questionamento dirigido: Fez merda, né?
  • Como indicador visual: Não se enxerga merda nenhuma!
  • Como elemento de indicação do caminho a ser percorrido: Porque você não vai a merda?
  • Como especulação de conhecimento e surpresa: Que merda é essa?
  • Como constatação da situação financeira de um indivíduo: Ele está na merda…
  • Como indicador de ressentimento natalino: Não ganhei merda nenhuma de presente!
  • Como indicador de admiração: Puta Merda!!
  • Como indicador de rejeição: Puta Merda!!!!
  • Como indicador de espécie: O que esse merda pensa que é??
  • Como indicador de continuidade: Na mesma merda de sempre.
  • Como indicador de desordem: Tá tudo uma merda!
  • Como constatação científica dos resultados da alquimia: Tudo o que ele toca vira merda!
  • Como resultado aplicativo: Deu merda.
  • Como indicador de performance esportiva: O Flamengo, o Grêmio, o São Paulo, o Fluminense, o Corinthians e o Vasco, não estão jogando merda nenhuma!!!
Imagem

Fonte: Facebook

  • Como constatação negativa: Que merda!!!!
  • Como classificação literária: Êita textinho de merda!

O autor é desconhecido…eu não escrevi essa merda não…rsrsrs

Imagem Imagem

Um beijão para você e um desejo ardente de que seu final de semana NÃO seja uma MERDA! rs

Imagem

Sou a Rê, colaboradora do Apaixonada Por Pijama, proprietária da loja virtual Natimus Beauty e do BLOG Natimus Beauty, para você que chegou agora e ainda não me conhece, clique AQUI e saiba um pouquinho mais sobre mim.

Uso do Pó Facial

Olá Apaixonada!

Hoje vim falar com você sobre o uso do pó facial. Como sou consultora de beleza e revendo os produtos da Natura, Avon, O Boticário e Eudora, vez ou outra eu compareço em eventos e palestras sobre cosméticos e também participo de cursos, disso e aquilo outro, então eu compilei algumas dicas interessantes sobre o tal do PÓ FACIAL (rs) que quase todo mundo usa, seja mulher ou homem, além de extrair uma pesquisa muito bacana sobre a história e o conceito (Num sei se você já reparou, mas eu adóóro história ahaha sou apaixonada pela história das coisas, do mundo, enfim, gosto de saber a origem das coisas…) Bora lá!!

 

CONCEITO: Um pó compacto é formado por micropartículas de minerais que preenchem as imperfeições da pele. Geralmente é utilizado após a sequência corretivo/base. Garante melhor fixação da maquiagem e evita o brilho excessivo da pele.

 

A História do PÓ FACIAL

“O pó facial já foi chamado de pó-de-arroz. E embora fosse aplicado à face com a intenção de deixar a mulher mais próxima ao padrão de beleza vigente na época, o seu uso seguia normas bem diferentes das atuais. Se antes a intenção era carregar nas camadas de pó para esconder a cor natural da pele, hoje o toque do pincel é sutil e tem como finalidade dar um melhor acabamento à maquiagem, valorizando a beleza natural da mulher.

Durante um longo período da história, as sociedades européias, e mesmo as asiáticas, valorizaram o rosto alvo das mulheres ou quase pálido, em contraposição à pele queimada de sol, exibida pelos camponeses. Ter pele de porcelana era sinal de status e as mulheres se empenhavam em aplicar generosas camadas de pó para deixá-las brancas como a neve.
Registros históricos apontam que, durante todo o período Heian, que vigorou do século IX ao XII no Japão, o padrão de beleza vigente tinha como modelo ideal a pele clara exibida pela elite imperial. Para conseguir tal efeito, as mulheres costumavam aplicar um pó encorpado, elaborado a partir da mistura da pasta de argila com a farinha de arroz. Muito provavelmente venha daí o nome pó-de-arroz.
 
Também existem relatos bastante remotos no uso de pastas cremosas elaboradas à base de leite de animais e pó de chumbo entre os egípciosgregos e romanos, com a finalidade de deixar a pele um tom mais claro do que o natural. Na Europa, aliás, esse padrão de beleza vigorou até o século XIX. Somente nos anos 20 essa obsessão deixou de existir.
A partir de então o pó facial mudou de tom e de atribuição ao deixar de empalidecer a pele. Mas ainda assim era aplicado em abundância pelas mulheres até os anos 1980. A evolução dos produtos e a diversidade observada nos tons das peles de brancas, negras e asiáticas, conferiram ao pó facial e ao pó compacto texturas mais leves e uma palheta de cores, do marrom ao bege claro, para que as mulheres possam escolher a cor do produto que mais se assemelha ao seu tom natural da pele.”
 
Fonte: Wikipédia
Qual a diferença entre PÓ FACIAL e PÓ COMPACTO?
A composição, a textura e o acabamento oferecidos pelo pó compacto ou facial são bem semelhantes. O compacto, como o próprio nome indica, apresenta o pó “prensado” na embalagem e é ideal para ser carregado na bolsa com a finalidade de retocar a maquiagem. Já o facial é apresentado solto. A aplicação pode ser feita com o uso da esponja, que geralmente acompanha o produto, ou com o auxílio de um pincel apropriado. Para um melhor acabamento, é importante retirar o excesso do pó com um pincel limpo.
 

ALGUMAS DICAS:

Cuidado com o excesso. Pó em excesso deixa a pele com um aspecto ressecado, o que dá um ar envelhecido.

Um pouco de creme hidratante facial é o suficiente para fazer tudo voltar ao normal. Outra opção é aplicar água termal ou pressionar uma toalha úmida sobre o rosto.

Itens que devem ser levado em conta na hora de escolher o pó ideal:

– Textura: Fina ou grossa
– Acabamento: Aveludado, Acetinado, Matte, Natural.
– Se o produto possui Filtro solar (nestas versões o pó tende a ser mais grosso)
– Versão mineral (indicado para peles sensíveis)

Para que serve? 

O pó tem como objetivo principal fazer o acabamento da pele, ou seja, deve ser utilizado após a base e o corretivo. O pó ajuda a fixar a maquiagem e o mais legal, retira o brilho da pele nas zonas que a pessoa tem acúmulo de oleosidade. Pode ser utilizado antes de um batom, para matificá-lo e também para retoques na maquiagem quando estamos fora de casa.

Como usar? Há duas formas de uso: pincel e esponja.

Esponja: faz com que a aplicação seja mais concentrada e que a cobertura seja maior. A esponja é utilizada com pós compactos.
Pincel: esta é a aplicação ideal! Com o pincel a aplicação é mais leve, desta forma nos dá mais segurança, pois é difícil pesar a mão com o pincel. Pode ser usado com o pó solto ou compacto.
 

Tipos de pó: Compacto e Solto

Compacto: este tipo de pó é o prensado. Ele é ótimo para ser levado na bolsa.
Solto: a embalagem é maior e o pó é literalmente solto. Deve ser aplicado com pincel de pó. Diferente do compacto, não é aconselhado ser levado na bolsa, se a embalagem abrir bye bye pó e será um estrago na sua bolsa.
 
Tipos de acabamento: Matte e Micronizado
Matte: o acabamento é aveludado e sem brilho. Este é o tipo de pó mais comum. Ideal para peles oleosas, porém pode ser usado por peles secas.
Micronizado: existem várias marcas que investiram em pós que dão um glow para a pele. Ele possui micropartículas iluminadoras, mas não chegam a ter tantas como um iluminador facial. Não aconselho o uso do micronizado em peles oleosas, pois o efeito pode ser o contrário do desejado.
 

Orientações básicas para os seguintes tipos de  pele:

Pele seca: na pele seca a aplicação deve ser feita apenas nos locais que aparecem focos de oleosidade ao decorrer do dia, normalmente a zona T do rosto. Visualizem melhor na imagem:
Oleosa: na pele oleosa aplicação pode ser feita levemente em todo o rosto.
Mistas: deve ser aplicado levemente nos locais que aparecem focos de oleosidade ao decorrer do dia.
 

Como escolher a cor ideal: 

Esse é o ponto chave de qualquer item de maquiagem voltado para a pele. O pó deve ser do tom exato da sua pele, nem mais claro nem mais escuro. Ele não é um acessório do seu rosto, mas sim uma correção.
Evite comprar pó pela internet, principalmente se você não sabe se a gama de cores disponíveis pela marca abrange a sua cor. Sempre tente comprar pós em locais que disponibilizam testes.
 
Mas se você é como eu que adora comprar pela internet, temos um programa online aliado, é o Simulador de Maquiagem Avon, este aplicativo permite utilizarmos a nossa própria foto e disponibiliza diversas combinações de make para face, olhos, lábios e unhas, sim unhas!! , Veja a publicação completa AQUI.
 
Na hora de testar um pó antes da compra, ele deve ser aplicado no rosto, nunca no braço, pulso, ou qualquer outro lugar! Normalmente a pele do rosto é em tom bem diferente do restante do rosto e o pó será comprado para aplicar no rosto, e não no dorso da mão, então por que testar na mão? Apliquem no rosto, analisem em um local de boa iluminação. 

Como aplicar o pó facial?

Para um acabamento ideal, é importante a aplicação mínima do produto. Comece pelo queixo e, em movimentos ascendentes, espalhe o pó facial em todo o rosto, garantindo assim um toque aveludado à pele. Atenção: mulheres mais maduras devem redobrar os cuidados, já que o uso exagerado do produto pode realçar rugas e sinais de expressão. Em peles muito ressecadas, o uso de pó não é recomendado.
 
E ai gostou? Tem mais dicas?
 
Um beijo carinhoso e muito sucesso para você.
refernandes

 

 

 

Sou a Rê, colaboradora do Apaixonada Por Pijama, proprietária da loja virtual Natimus Beauty e do BLOG Natimus Beauty, para você que chegou agora e ainda não me conhece, clique AQUI e saiba um pouquinho mais sobre mim.